Estado Islâmico já não controla Palmira mas… o que resta ainda da cidade? (imagens de drone)

Que alguns dos mais preciosos e simbólicos monumentos tinham sido destruídos pelos combatentes do autoproclamado Estado Islâmico, já se sabia. O que não se sabia mas agora sabe-se é que serão necessários anos, muitos anos, décadas aliás, para recuperar a cidade e os monumentos que fizeram dela “a pérola do deserto” da Rota da Seda, “a Veneza das areias”, e um dos centros culturais mais importantes do mundo antigo
Source: http://feeds.feedburner.com/expresso-geral

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *